O real valor por trás dos cosméticos e outros produtos naturais

Uma pessoa que leva uma vida tradicional, quando começa a se interessar pela sustentabilidade e busca saber sobre o que é necessário para ter um estilo de vida mais saudável e que não agrida o meio ambiente, ao se deparar com o preço de cosméticos e outros produtos naturais, durante essa transição, tende a achar seu custo mais elevado e pode até se perguntar como encaixar aquele valor em seu orçamento.

E sim, isso é muito comum. Até porque ela ainda está habituada aos preços dos produtos tradicionais, que encontramos em supermercados, lojas e farmácias. 

Mas afinal, esses produtos ecológicos são caros mesmo ou nós que estamos acostumados a pagar barato por itens de beleza e higiene pessoal que possuem uma gama de substâncias químicas, capazes de fazer mal para a saúde e o meio ambiente?

Para respondermos essa pergunta, precisamos relembrar o conceito de preço e valor. 

Entenda melhor o preço e o valor dos cosméticos e produtos naturais

Nossa ideia não é nos aprofundarmos nos conceitos de preço e valor, mas falar sobre eles é importante para que você entenda uma das muitas diferenças entre os produtos naturais e os tradicionais. 

Digamos que você esteja procurando por um novo shampoo e faça uma comparação entre o natural e o comum. Durante a análise é possível identificar que o preço e o valor dos dois são diferentes. 

Isso porque o preço está ligado à quantia de dinheiro que você vai pagar pelo produto.
E o valor está relacionado aos atributos do mesmo, como os ingredientes utilizados na composição - se eles são naturais ou químicos -; se a embalagem é feita com bioplástico, entre outros fatores.

Warren Buffet, um dos maiores investidores do mundo, é autor de uma frase que explica de forma muito simples a diferença dos dois termos: “Por algum motivo, as pessoas se baseiam nos preços e não nos valores. Preço é o que você paga. Valor é o que você leva”. 

E aí, vai de você fazer a melhor escolha. Mas lembre-se: o barato pode sair mais caro - principalmente para a sua saúde e para o nosso planeta.

Por que os produtos naturais valem mais?

As marcas que investem no desenvolvimentos de produtos naturais estão preocupadas com a qualidade dos ingredientes. Elas selecionam matérias-primas que sejam naturais, orgânicas, livres de crueldade animal e que façam bem para a saúde dos seus consumidores. Neste caso, a vida - tanto das pessoas, quanto dos animais e da natureza - é colocada em primeiro lugar. 

Já as marcas convencionais que encontramos no dia a dia se preocupam mais em diminuir o custo com os ingredientes e processos de produção, pois assim a margem de lucro dos produtos aumenta. 

Enquanto algumas empresas estão mais preocupadas em vender, outras têm propósito e se preocupam com o todo, pois sabem que seus atos podem impactar o meio ambiente e a saúde de seus consumidores. 

Os parabenos são substâncias muito comuns em cosméticos. Elas protegem os produtos de fungos e bactérias e, consequentemente, prolongam sua vida útil. Mas você sabia que eles estão relacionados ao desenvolvimento de alergias, irritações e até gerar doenças graves, como o câncer de mama - segundo pesquisa realizada pela universidade britânica de Reading, em 2004.

Em cosméticos naturais você não encontra parabenos, muito menos sulfatos - presentes em shampoos, sabonetes e produtos de limpeza. Os sulfatos são agentes detergentes responsáveis por remover os resíduos do nosso corpo - e, também, pela espuma. Eles também podem provocar irritações, alergias e, inclusive, causar incômodo em suas gengivas e a sensação de “boca seca” - o ingrediente também faz parte da composição dos cremes dentais. 

Já nos cosméticos tradicionais você também pode encontrar ftalatos - que, adivinha? Também fazem mal para a nossa saúde. 

Os produtos naturais são ricos em nutrientes, têm melhor absorção por parte da pele e são compostos por óleos, manteigas, ceras e extratos vegetais; óleos essenciais, águas florais, termais, bioativas e muitos outros itens que só fazem bem para a gente.

E as suas embalagens também são pensadas. Nesse caso as marcas tendem a usar materiais de fácil decomposição, como o bambu, investindo em refis e usando bioplástico, como é o caso da Urtekram, uma das marcas que você encontra na loja online da Biouté

Também conhecido como plástico biodegradável, ele é formado por resinas derivadas de fontes renováveis de biomassa, como gorduras e óleos, diferentemente do plástico tradicional, feito a partir do petróleo, que pode levar mais de 400 anos para se decompor - e ainda prejudicar muitas vidas marinhas. 

O fato é que sim, os produtos naturais podem até ter um preço maior, mas seu valor é condizente. E isso é importante para você, que muitas vezes compra e usa itens sem fazer ideia do que há em sua composição, sem nem imaginar o quanto eles podem fazer mal para seu corpo e para a natureza como um todo. 

O preço dos cosméticos e itens de higiene naturais, orgânicos, veganos e cruelty free engloba qualidade de vida, consciência ambiental, cuidado e respeito com as pessoas. Por isso é importante que você saiba disso ao realizar sua transição, para não confundir preço com valor e ficar se perguntando se vale a pena. 

Na dúvida, sempre opte por sua saúde - ela vale mais do que tudo! :)